Castigo – Jorge e Mateus

Publicado: julho 22, 2010 em Jorge e Mateus, Nacional

Tô sentindo raiva nesse seu olhar
Que jeito mais bobo de me castigar
Eu sei que fui grosso, mas saiu assim
É sempre que você não acredita em mim
E me manda embora dizendo que não rola mais

Sei que não sou santo, nunca fui um anjo, mas não sou ruim
E quando eu amo, sou do meu amor, quero ela só pra mim
Quando você quer, você me abandona
Me deixa o pó do caco, me manda pra lona
Aí eu canto e bebo pra tentar te esquecer

(Refrão)
Eu já perdi o jogo, eu já perdi o norte
Sei que no amor, também não to com sorte
To roendo o toco, to rindo pra não chorar
Essa indiferença, paixão dividida
Agora cada um segue a sua vida
De hoje em diante é eu pra cá, você pra lá…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s